Home Petrolina

Petrolina

Há versões em que o nome da cidade foi em homenagem ao então Imperador Dom Pedro II e sua esposa Dona Leopoldina. Outra história menciona a existência de uma pedra linda que havia na margem do rio, pedreira da qual foi retirada matéria-prima para a construção de um dos maiores monumentos históricos da cidade, a Igreja Catedral. O escritor Santana Padilha deixou escrito em seu livro Pedro e Lina que o nome da cidade se daria pelo fato de os dois primeiros moradores se chamarem Pedro e Lina e na ocasião do seu casamento o Frei Henrique, de sotaque italiano, ao pronunciar seus nomes fez-se ouvir Petrolina.

    Originariamente era denominada “Passagem de Juazeiro” pois era caminho para a vizinha cidade de Juazeiro, na margem oposta do Rio São Francisco no Estado da Bahia. A passagem servia como ponto de apoio do desenvolvimento da zona sertaneja do Estado, com vias de acesso para os Estados do Piauí, Ceará, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Por isso, Petrolina é cognominada Encruzilhada do Progresso, por ser passagem obrigatória para o norte e via de escoamento para o Centro Sul do País. (Fonte: OLIVEIRA, 2007)

    O grande visionário de Petrolina foi o bispo Dom Malan. Dom Malan, era italiano de nascimento, e veio para a cidade em 15 de agosto de 1924, pela ordem do Vaticano que reconheceu Petrolina como Diocese já que todos os moradores da época eram devotos do catolicismo. O bispo, ao pisar o solo sertanejo, ficou comovido com a recepção e na ocasião, prometeu retribuir a homenagem calorosa com muito trabalho. E cumpriu a promessa construindo a tríade de Petrolina: Fé, Educação e Saúde, construindo a Catedral, o Palácio Diocesano, os Colégios Nossa Senhora Auxiliadora e Dom Bosco, e o Hospital Dom Malan.

Recentemente, Petrolina foi destaque nacional na geração de empregos em matéria na Revista Veja, publicada na edição de 1 de setembro de 2010, trazendo um título auspicioso: O milagre do São Francisco. Petrolina destaca-se como núcleo de mudança em Pernambuco: “Em sua órbita, hoje cultiva-se 1 milhão de toneladas de frutas com safras avaliadas em U$ 1,3 bilhão de dólares. A fruticultura transformou não só a paisagem, mas a vida de 800.000 pessoas que trabalham no setor.” (Fonte: Veja, edição 2180, 1 de setembro de 2010)

Petrolina é reconhecida nacionalmente como a segunda maior produtora de uvas do país, com destaque para as variedades Festival, Thompson, Crimson, e Princess, todas sem sementes. A fruticultura encontrou solo fértil para o desenvolvimento, exportando frutas tropicais para o mundo inteiro, principalmente para o mercado europeu. Petrolina está inserida na Rede Integrada de Desenvolvimento do Polo Petrolina/Juazeiro (RIDE), o que beneficia o aumento da oferta de emprego, renda e diversificação da produção local. Em relação aos demais municípios do estado, Petrolina é:
– O maior produtor de manga;
– O maior produtor de uva;
– O maior produtor de goiaba,;
– O 3º maior produtor de banana e 7º maior produtor de coco.

Outras Informações

– Desmembrado da freguesia de Santa Maria da Boa Vista
– Data de criação: 18/05/1870 Lei Provincial no 921
– Data cívica (aniversário da cidade): 21/09
– Petrolina “O milagre do São Francisco”

Censo Demográfico 2010
Habitantes 294.081
PIB 2009 Acima de R$ 1 bilhão
DDD 87
Distritos Petrolina, Cristália, Curral Queimado e Rajada
Povoados Nova Descoberta, Pedrinhas, Pau Ferro, Massangano, Assentamento São Francisco, Serrote do Urubu, Vila Nossa Senhora Aparecida, Uruás, Cruz de Salinas, Caititu, KM-25, Vila Nova N5, Núcleos de Serviços NS1 e NS2, Núcleos Habitacionais N1, N2, N3, N4, N5, N6, N7, N8, N9, N10 e N11, Centros de Serviços C1, C2 e C3
Área do município 4.558,537 km2
Altitude da sede 376 m
Bacia hidrográfica Rio Pontal
Clima Semi-árido quente
Temperatura média anual 25,7 °
Vegetação Caatinga hiperxerófila
Distância à capital 722,0 km
Distância para Salvador 500 km
Vias de acesso BR-232, BR-110, PE-360, BR-316, BR-428 e BR-122
Aeroporto Senador Nilo Coelho (Distância do centro: 10 km)
Feira livre Segunda-feira e sábado
Padroeira Nossa Senhora Rainha dos Anjos (15/08)
Festas Carnaval, São João, N.S. Rainha dos Anjos e Natal
Atrativos Rio São Francisco, praias fluviais e Museu do Sertão
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support